terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Saudades

Tenho saudades...
Saudades dos dias dias em que me sentia cheia de orgulho por estar a ter um avida saudável, por estar a ter uma alimentação equilibrada por fazer actividade física nem que fosse as caminhadas casas/trabalho trabalho /casa, saudades de me olhar ao espelho e ficar feliz por me ver.
Agora tenho em mim este sentimento de culpa de revolta por não conseguir manter tudo o que construi em 2012.
Faço uma análise deste ultimo ano  e vejo que afinal foram  tão poucos os meses em que me portei razoavelmente bem.
Ando cansada deste engorda/emagrece ora tão depressa estou nos 54 Kg como nos 56 Kg de um dia para o outro vejo estas diferenças na balança, sei que não é bom para mim nem para a minha saúde.
No final de Junho de 2012 estava com um peso que nunca tinha tido na minha idade adulta nem na minha adolescência porque desde criança que sempre fui obesa, estava com 53.100Kg e sentia-me tão bem, porquê regredir desta forma, porquê não meter de uma vez por todas na minha cabeça que o meu organismo absorve tudo o que como que eu não posso comer o que me dá na gana só porque me apetece, que não posso misturar sentimentos, emoções com a alimentação, que sempre que tenho vontades tenho que saber controla-las.
E agora cá ando eu neste impasse, preciso sair daqui preciso atingir o meu objectivo, preciso  manter um peso e deixar estas oscilações que me põem doida, preciso de me sentir saudável, mas para isso tenho que mudar, tenho reajustar, tenho que melhorar tudo em mim.
E depois tudo serve de desculpa o tempo então coitado tem sempre as culpas todas, porque não há tempo para fazer actividade fisisca, porque não há tempo para preparar uma comidas saudáveis, porque está frio ou a chover não apetece andar a pé.
Mas na verdade  única culpada sou eu, sou eu que não quero fazer porque não me apetece, sou eu que decido comer um donuts e uma fatia de bolo logo após o jantar que já por si foi bastante calórico ( lombo com especiarias no forno e batata assada) isto foi só o episódio de ontem, mas tem sido assim ultimamente.
Depois fico envergonhada com estas atitudes e como ás escondidas para que ninguém me aponte o dedo.
É uma frustração constante, saber como agir para ter uma vida saudável, um peso saudável, uma mente saudável e deitar tudo por água abaixo só por preguiça, gula e afins e atenção com estas palavras estou a referir-me a mim simplesmente a mim, porque já identifiquei o meu problema , sei que há muitas meninas por aí que lutam diariamente e não é por preguiça ou gula que não atingem os seus objectivos, todos somos diferentes, os nossos metabolismos são diferentes e os nossos problemas de compulsão ou distúrbio alimentar  também.

Fiquem bem.