sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Síndrome da coitadinha...

Infelizmente é assim que me sinto uma coitadinha, a minha vida é um sofrimento constante sofro só de viver, nada me dá alegria, tudo é negro e escuro, não vejo nada positivo em lado nenhum, a minha auto confiança perdeu-se sei lá onde se é que alguma vez existiu.
Coitadinha de mim, que vida tão deprimente a minha, coitadinha de mim ando tão deprimida, coitadinha de mim, não me acontece nada de bom...foi assim que me rotulei e é assim que as pessoas me vêm a minha especialidade é ver defeitos e tristeza em tudo e já não consigo ter uma conversa alegre com ninguém sem que me queixe da vida que tão injusta que é, deixei de sorrir, de rir já nem sei como se faz, no outro dia fui buscar a filhota ao ATL e pelo caminho ela perguntava-me "tás chateada mãe ? " eu disse que não, "tás cansada?" eu disse que não, "mas tás com um cara triste, porque nunca sorris?" eu respondi-lhe que já não sabia sorrir ela prontificou-se a ensinar-me, desde esse  dia, essa conversa que tivemos não sai da minha cabeça, mas ao invés de mudar fiquei ainda mais deprimida e parece que cada dia que passa ando a ficar pior, não é justo sugar a energia das pessoas que me rodeiam, não é justo que sofram por um sofrimento que eu própria criei.
Quero parar de ser esta pessoa coitadinha em que me transformei, quero ser uma pessoa positiva, alegre e com força para lutar, quero tanto, queria acordar um dia de manhã e estar completamente mudada, mas sei que isso nunca vais acontecer por isso cabe-me a mim mudar.

Estou desempregada é um facto, ninguém previa que uma situação destas me fosse acontecer, foi tudo muito rápido e um processo de despedimento complicado, mas não parei na vida, tenho sempre tanto que fazer, ainda não houve um dia que me sentisse aborrecida, por causa de estar em casa,  todos os meus aborrecimentos vem de mim, eu aborreço-me a mim própria, porque estou constantemente a pôr-me para baixo, desde criança que me conheço assim, lembro-me que quando existia festas lá em casa, onde todos estavam felizes e contentes eu colocava-me de parte a tentar perceber que sentimento era aquele que estava a sentir, porquê estar-me a sentir tão triste, se o momento era de alegria o que acontece é  que esse meu sentimento tem me acompanhado a vida inteira e sem saber porquê, a tristeza fica no controlo, mas agora sinto que estou pior, agora estou assim sempre, não quero procurar ajuda, quero ajudar-me a mim própria e vou arranjar maneira de contornar esta situação.

Hoje fui fazer uma caminhada eram 08:30, deixei a pequena no ATL e caminhei cerca de 30 minutos no jardim junto á minha casa, fiz ainda mais 15 minutos nos aparelhos de ginástica , fiz comida saudável para o almoço e jantar, a casa já está limpa e arrumada, faltam só pequenas coisas, como terminar de passar a ferro, já pus o tratamento para a queda do cabelo, daqui a pouco vou fazer 30 minutos de yôga na Wii, depois vou mudar a cor do verniz, fazer a depilação, tomar banho e encher-me de creme e irei buscar a minha pequena com o maior sorriso do mundo.

Fiquem bem.